14/12 16:55

Maranhão conquista 5 medalhas no XXXIX Troféu Brasil Caixa de Atletismo

O Maranhão foi o melhor colocado entre os clubes do Nordeste que participaram da competição

Com a participação de dez atletas maranhenses no XXXIX Troféu Brasil Caixa de Atletismo, o Maranhão encerrou sua participação com 5 medalhas, sendo 2 de ouro e 3 de bronze. A competição correu no último final de semana em São Paulo. O Maranhão ficou em 4o lugar na categoria masculina e alcançou a 6a posição geral entre os 130 clubes inscritos e 770 atletas dos 23 estados e Distrito Federal.

Alexsandro do Nascimento Melo, que faz parte do clube CTMA, coordenado pelo medalhista olímpico, José Carlos Gomes Moreira, o Codó, trouxe duas medalhas de ouro. Também conhecido como “Bolt”, Alexsandro foi campeão nas provas salto em distância, alcançando 8.16m, e salto triplo, alcançando 16.46m.

O atleta, que já possui índice olímpico nas duas provas, destacou a importância do suporte oferecido pelo clube, que tem como um dos patrocinadores o Governo do Maranhão, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, em parceria com o Mateus Supermercados. “A gente conseguiu fazer o que a gente veio fazer: garantir as duas medalhas e fechar o ano bem. Só tenho que agradecer o CTMA, que me dá o suporte pra eu fazer meus treinamentos. E graças ao CTMA eu já consegui o índice olímpico no salto triplo e estou indo representar o Maranhão em Tóquio em 2021”, comemora Alexsandro “Bolt”.

Nos 110 metros com barreiras, Eduardo de Deus, também do CTMA, garantiu a medalha de bronze, com a marca de 13.61 segundos. Eduardo também já possui índice olímpico na prova, com tempo de 13.38 segundos.

Adelly Oliveira Brito traz para o Maranhão a medalha de bronze nos 100m com barreiras. Campeã do Ibero Americano (2017) e bronze no Jogos Panamericanos 2018, a atleta fala com orgulho sobre representar o Maranhão nesta temporada. “Eu agora estou representando o Maranhão e estou muito, muito feliz pela oportunidade. Esse ano tem sido difícil, não só para nós atletas, mas para todos. Agradeço muito à Lei de Incentivo ao Esporte. Sem ela seria muito difícil dar continuidade ao nosso trabalho”, explica a atleta.

Para João Henrique Falcão o Troféu Brasil foi ainda mais especial. O atleta de 21 anos, natural de Timon, começou no atletismo nos Jogos Escolares Maranhenses e agora participou da sua primeira final em competições nacionais no mais importante evento da modalidade, conquistando sua primeira medalha. João trouxe para casa o bronze nos 400 rasos, mas ainda não acredita que conseguiu chegar ao pódio. “Eu ainda estou sem acreditar! O coração está a mil! É minha primeira final em competições nacionais e a minha primeira medalha nacional!”, comemora o atleta que também manda um recado para os atletas mais novos: “Nunca desistam! A gente sofre, mas a gente pode conquistar o mundo!”, aconselhou João.

Mais resultados

O atleta Bruno Lins, medalhista olímpico, foi 5o colocado na prova dos 200m rasos, como o tempo de 20.51 segundos. Ele, que já participou de 3 Olimpíadas, está trabalhando para alcançar o índice olímpico para Tóquio.

Marcos Vinicius Silva Moraes, também natural de Timon, aos 20 anos é uma das promessas do atletismo maranhense. Vinicius já foi campeão de 5 JEM`s e, na semana passada, conquistou o 4o lugar na prova dos 400m rasos no Grande Prêmio Brasil de Atletismo, que reuniu grandes nomes da modalidade no país. O atleta foi finalista nos 400m rasos no Troféu Brasil e hoje é vice-líder do ranking nacional sub-23 nos 400m rasos. Ele segue para a cidade de Bragança Paulista para o campeonato brasileiro sub-23 como um dos destaques da competição.

Os quartetos do revezamento 4x100m e 4x400m ficaram na 4a colocação do Troféu Brasil. As equipes foram compostas por Bruno Lins, Flávio Gustavo, João Henrique Falcão, Eduardo de Deus e Marcos Vinicius Silva Moraes.

A formação original do quarteto contava com a participação dos atuais campeões mundiais do revezamento 4x100m, Victor Hugo e Rodrigo Pereira, que não puderam realizar a prova em função de lesões adquiridas às vésperas da competição. O quarteto deve seguir a formação original no próximo Troféu Brasil, confirmado para as datas de 3 a 6 de junho de 2021, onde será definida a equipe olímpica do Brasil.

Alto Rendimento no Maranhão

O atletismo maranhense segue alcançando resultados importantes nas competições nacionais. Após o desempenho no Troféu Norte-Nordeste Manoel Trajano, que aconteceu em Recife em novembro, agora a delegação do Maranhão se destaca no maior evento de clubes da América Latina.

O trabalho realizado pelo CTMA em 2020 é resultado de uma estratégia conjunta para resgatar o atletismo maranhense. O coordenador do CT, o medalhista olímpico José Carlos Gomes Moreira, o Codó, explica o funcionamento do projeto. “O objetivo do projeto CTMA é oportunizar uma nova geração de atletas no estado do Maranhão através do alto rendimento. Hoje o projeto trabalha em 3 polos de formação de novos talentos, nas cidades Codó, Timon e São Luis. Com isso, conseguimos atender cerca de 150 crianças na formação da base. E, no alto rendimento, hoje podemos contar com grandes referências do atletismo nacional, elevando o nível técnico dos nossos atletas naturais e oportunizando o desenvolvimento deles a partir de referências competitivas reais”, disse Codó.

Para o Secretário de Estado do Esporte e Lazer, Rogério Cafeteira, os resultados do Maranhão na competição são importantes para reforçar o papel da Lei de Incentivo ao Esporte e demonstrar seu alcance. “Em um ano difícil para o esporte, em função das paralisações dos eventos por conta da pandemia da COVID-19, poder garantir que os atletas tenham tranquilidade para continuar treinando e assegurar seus resultados é de uma enorme importância. A estratégia adotada pelo CTMA também é extremamente interessante para elevar o nível técnico do Maranhão ao mesclar atletas muito experientes, já garantidos nas Olimpíadas, como o Bolt, o Rodrigo Pereira do Nascimento, Eduardo de Deus e Victor Hugo Mourão, com atletas maranhenses iniciando a carreira. O resultado positivo disso aparece a cada nova competição. O salto técnico é visível”, destacou Cafeteira.

O Superintendente de Esporte e Rendimento da SEDEL, Fernando Donatan, avalia a importância dos resultados do Maranhão no Troféu Brasil para a profissionalização do esporte no Estado. “O resultado apresentado pela equipe do CTMA demonstra que podemos fazer esporte de alto rendimento aqui. O Maranhão sempre apresentou potencial para o desenvolvimento do esporte. Vemos isso na história dos Jogos Escolares Maranhenses. O rendimento é o caminho natural do desenvolvimento do trabalho iniciado na base. Precisamos que nossas entidades esportivas tenham autoconfiança para aumentar o raio de alcance dos nossos atletas e colocar o Maranhão no cenário nacional de competições”, destaca Fernando Donatan.

Resultado Histórico

Este é o melhor resultado da história do Maranhão em um Troféu Brasil de Atletismo e esta também foi a maior equipe de um clube maranhense a participar do evento, com o total de 10 atletas.

O CTMA ficou em 4o lugar na categoria masculina e alcançou a 6a posição geral entre os 130 clubes inscritos e 770 atletas dos 23 estados e Distrito Federal. O Maranhão foi o melhor colocado entre os clubes do nordeste que participaram da competição.

Os atletas maranhenses seguem ainda para o Campeonato Brasileiro Caixa de Atletismo Sub-23 em Bragança Paulista, que acontece nos dias 17 e 18 de dezembro. Os atletas João Henrique Falcão, Marcos Vinicius Silva Moraes, Luis Fábio Rodrigues, Francisco Kaio e Bruna Silva participarão da competição que finaliza a temporada e o calendário do atletismo brasileiro em 2020.

Contatos

contatos

Fale Conosco:

Geral:
Fone: (98) 2016-4242
E-mail: gabinete@sedel.ma.gov.br

Ouvidoria:
Site: www.ouvidorias.ma.gov.br

Informações úteis:
CNPJ: 05.506.465/0001-32

Siga-nos:

Localização

localização

Endereços:

Setores Administrativos
Ed. João Goulart - 7º andar
Av. Dom Pedro II, n° 220
Centro - São Luís - MA
CEP: 65010-070


Setores Esportivos
Ginásio Costa Rodrigues
Av. Gomes de Castro, s/nº
Centro - São Luís - MA
CEP: 65020-230